Como fazer uma mala?

Siga este esquema para não errar:
1 - Antes de iniciar a mala, pense nas peças que irá levar.
2 - Escolha roupas básicas e que combinem umas com as outras.
3 - Acessórios são fundamentais e facilitam na variação da aparência diária. Não ocupam espaço.
4 - Cores vivas em gravatas e lenços mudam o visual da mesma roupa.
5 - Leve uma sacola dobrável na mala, pois certamente suas compras farão a bagagem da volta crescer.
6 - Para evitar dobras indesejáveis, use cabides e o vapor do chuveiro nos banhos para desamassar.
7 - Não esqueça dos remédios para viagem. Isso porque, em casos de viagens para o Exterior nem sempre é tão fácil como no Brasil.



Peça por peça:
1 - Estender as calças e roupas longas no fundo da mala é o primeiro passo. Deixe as pernas das calças para fora e vá colocando uma sobre a outra alternando o sentido.
2 - Espalhe as peças menores como saias curtas, shorts e bermudas por cima das maiores. Um dos segredos é diminuir ao máximo o número de dobras, isso reduz o volume da mala.
3 - Faça com as camisas o que foi feito com as calças. Troque os sentidos dos colarinhos para equilibrar a mala, mas primeiro abotoe e dobre as mangas para trás, um pouco abaixo da linha da cintura.
4 - Envolva o monte de roupas com as pernas das calças e vestidos. Depois, preencha os espaços que sobraram com peças pequenas como cintos, roupas íntimas, camisetas (dobradas em rolinhos), sapatos (com as meias dentro), e deixe fácil o pijama.
5 - Dobre o casaco ou paletó em quatro e ponha por cima de tudo pelo avesso. Lenços, gravatas e encharpes são bons coringas e podem ser arrumados na bolsa lateral da mala.
6 - Coloque uma bolsa com os remédios que você usa, livros e aparelhos elétricos na tampa da mala. Sempre identifique a bagagem por dentro, para caso de extravio.

O que levar em remédios:
1 - Uma pequena bolsa é suficiente para levar seus remédios e de sua família.
2 - Preveja, de acordo com a viagem que vai fazer, um kit com os remédios que poderão ser necessários: antialérgicos, analgésicos, antiácidos, pomadas para picadas de insetos etc.
3 - Em caso de medicamentos controlados, leve também a receita médica, junto com as bulas de cada um. Além de facilitar sua compra no exterior, elas poderão provar aos fiscais da alfândega a necessidade do tratamento.