Dicas práticas para organizar uma viagem por conta própria

Uma das coisas que valem mais a pena organizar por conta própria são as férias. Um dos principais motivos, claro, é a possiblidade de economizar, procurando sempre as melhores ofertas e adaptando nosso roteiro e datas de acordo. Porém, a maior recompensa talvez esteja durante o planejamento da viagem.



Fazendo pesquisas, lendo, conversando com pessoas que já estiveram nos lugares, nós acabamos descobrindo muitos detalhes que nunca saberíamos se não colocássemos a mão na massa. Sem contar que a espera pela viagem e todas as expectativas que criamos acabam fazendo parte da experiência e, no final, é um dos momentos mais prazerosos da viagem.



Mas, nós sabemos que planejar uma viagem desde o início pode parecer algo muito trabalhoso. Por isso, reunimos algumas dicas práticas para você organizar a sua primeira viagem por conta própria. No final deste artigo, você também vai encontrar uma seleção de ferramentas fáceis e muito úteis que vão ajudar na sua primeira saída por aí.

Principais benefícios de organizar a viagem por conta própria



Quando a gente organiza a própria viagem, sempre dá prioridade ao que mais gostaria de fazer nos lugares. É assim comigo e com todas as pessoas que conheço que investem o próprio tempo planejando as férias. Isso, claro, torna a viagem muito mais personalizada. Sabe aquela história de rodar a cidade inteira dentro de um ônibus ou de seguir um enxame de pessoas? Isso não vai acontecer se você não quiser. Organizando a própria viagem, tudo será de acordo com o que você estiver a fim de fazer, até se quiser fazer algo de última hora. Você escolhe o que quer visitar, onde e quando quer comer e também decide se vai ficar mais tempo em algum lugar que tenha gostado muito, até se quer passar longe de alguma atração superestimada. As escolhas são suas!

Outra vantagem é, sem dúvida, a possibilidade de economizar. Ficando de olho nas passagens baratas, comparando preços de hotéis e pesquisando sobre atividades para fazer de graça, a sua viagem pode ficar muito mais em conta no final.

Como escolher o destino da viagem?



A gente geralmente começa a conhecer lugares por fotos e, a partir daí, faz uma pré-seleção do que quer visitar nas férias. Passada esta etapa, existem três pontos importantes na hora de escolher aonde ir. O primeiro deles é saber um pouco mais sobre a infraestrutura oferecida nos destinos. Meios de transporte, estradas, ofertas de acomodação, restaurantes, estrutura nos pontos turísticos, melhor época para ir, todos estes aspectos são muito relevantes na hora de escolher um destino. Os lugares mais populares e maiores geralmente têm maior variedade de serviços.

Outro quesito importante é a pesquisa por transportes para chegar ao lugar desejado. Para economizar, você pode usar, por exemplo, os alertas de preços dos sites das próprias companhias aéreas e ficar de olho nas datas com promoções.

Por fim, existe um item que quase ninguém pensa com muito cuidado, mas que deveria constar na sua lista. Se você costuma esquentar a cabeça com o que vai comer durante os dias de férias, talvez tenha que dar atenção especial à seleção da hospedagem. Especialmente em lugares onde a oferta de restaurantes é mais escassa, pode ser que você escolha comer mais vezes no restaurante da acomodação escolhida e um bom menu vai fazer toda a diferença. Antes de reservar, tente sempre obter mais informações sobre a comida servida no local. Alguns restaurantes de hotéis são, inclusive, referência da boa comida típica do local. No Brasil, a gente tem uma seleção de hotéis para comer muito bem e saudável nas férias.


Como montar o roteiro



É na hora de escolher o seu roteiro que a viagem fica ainda mais personalizada. Aqui você vai listar os principais objetivos do seu passeio e filtrar a pesquisa por atividades de acordo com as suas necessidades. Se as férias vão ser para descansar em um ambiente diferente, você pode se concentrar só em opções para ficar tranquilo. Se quiser aproveitar para fazer muitas coisas, pode programar diversas atividades no seu planejamento. A maneira mais simples para saber o que fazer nos lugares é usar a internet. Por exemplo, se você pesquisar por “o que fazer em Salvador?”, “aonde ir em Salvador” ou “quais são as melhores praias de Salvador?” vai encontrar muitas dicas de pessoas que já estiveram no lugar. Os sites oficiais dos destinos também fornecem informações muito úteis para os turistas. Até mesmo os hotéis são uma fonte de informação. Eles poderão indicar como chegar à cidade partindo do aeroporto, por exemplo, ou até mesmo oferecer serviço de translado na sua chegada.

Qual a melhor época para viajar?

No planejamento, você deve considerar a melhor época para seus interesses. Pode ser que você queria viajar no inverno ou que sonhe em conhecer um lugar durante um evento específico, como carnaval ou Natal. Depois de fazer suas considerações, use ferramentas para adaptar ao seu gosto. Por exemplo, para descobrir se vai fazer calor ou frio quando for visitar um determinado destino, existem sites que indicam as temperaturas médias de diversas cidades ao longo do ano e a ocorrência de chuvas, como o Climatempo ou o AccuWeather.

Como se locomover nas cidades?

Imagina chegar a algum lugar e descobrir que não existe transporte público do seu hotel para o centro da cidade? Você pode acabar preso em um só lugar ou depender de alternativas mais caras de transporte. Para evitar que isso aconteça, pesquisar antes as opções de locomoção na cidade que vai visitar é fundamental. No geral, cidades que têm uma rede de transportes públicos mais complexa podem ser exploradas com a ajuda de mapas online ou dos próprios aplicativos da rede de transportes local, que mostram as rotas e opções de transportes públicos de acordo com a sua localização. Outros aplicativos que auxiliam na locomoção dentro de algumas cidades são o Uber, para automóveis particulares que oferecem serviço similar ao de táxis, e o 99táxis, que localiza um táxi, em mais de 300 cidades brasileiras, de acordo com as especificações que você indicar: forma de pagamento, lugares, tamanho da mala, etc.



Agora é só começar a programar a próxima viagem. Não se esqueça de aproveitar muito a fase das pesquisas e organização, explore todas as fontes de informação e tente imaginar como vão ser os seus dias de férias. Você vai ver que a empolgação aumenta à medida que descobre mais coisas sobre o lugar que vai visitar.